sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Formigos do Minho ou Mexidos

Esta receita é muito antiga, tem origem no norte do país e quem conta a história são os meus avós que:
Para terem um Natal mais doce inventaram esta receita, pois quem não tinha possibilidades tinha um pouco de pão duro, com o mel das abelhas e os ovos lá de casa e a casca do limão, fiziam se os mexidos.
Se a família tivesse posses então adicionava á receita os frutos secos e o vinho do Porto.


Ingredientes:

1L de água
200 grs de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de mel
1 rasca de laranja ou limão
1 pau de canela
1 pitada de sal
250grs de pão duro em cubinhos
4 gemas
1 cálice cheio de Vinho do Porto
40grs de manteiga
60grs de passas
30grs de pinhões
Canela em pó

1. Deixe num tachinho a água, o açúcar, o mel, a casca de laranja ou limão, o pau de canela e sal e deixe ferver durante 3 minutos.

2. Junte depois o pão, mexa até ferver e retire do lume.

3. Á parte, misture as gemas com o Vinho do Porto e deite, em fio, no preparado anterior, mexendo sempre.

4. Adicione a manteiga em pedacinhos, as passas e os pinhões e leve de novo ao lume, mexendo cuidadosamente, sem deixar ferver.

5. Retire, deite numa travessa ou taças e polvilhe com canela a gosto.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Sonhos

O doce que mais gosto nesta quadra é os sonhos. É simples de fazer, só tem dois segredos: é o bater muito bem a massa e fritar com o óleo bem quente mas com o lume baixo.




Ingredientes:

1 chávena de chá de metade agua, metade leite
1 chávena de farinha
1 colher de sopa de manteiga
5 ovos
Sal q.b.
1 Casca de limão
Óleo para fritar
Canela e açúcar para polvilhar

Num tacho, leve ao lume a água, o leite, a casca de limão, a pitada de sal e a manteiga e deixe ferver.
Logo que comece a ferver, junte a farinha de uma só vez e mexa muito bem até formar uma bola que descole do fundo do tacho. Depois da bola de massa formada, coloque numa tigela, retire a casca de limão e deixe arrefecer um pouco.

Junte os ovos um a um e mexa muito bem, eu mexo com a batedeira de espirais entre cada adição. Mexa até a massa ficar homogênea e fofa

Com a ajuda de duas colheres, faça bolas de massa, não muito grandes pois o seu volume irá triplicar. Frite em óleo quente, mantendo sempre o lume brando. A massa esta boa quando eles se viram e abrem sozinhos. Deixe fritar até triplicarem de tamanho. Depois de fritos, retire-os para um prato com papel absorvente.

Entretanto misture o açúcar com a canela a gosto. Depois de fritos passe os sonhos pela mistura do açúcar e canela e sirva.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Filhóses de abrir

Esta é a primeira receita de Natal das treze que me propôs a fazer.
Começo pelas mais tradicionais, como é as filhóses.
Cá em casa, a tradição são 3 tipos de filhóses: as de abrir, as de abóbora, e sem abóbora.
Mas este ano vou ficar só por estas,....ou não, vamos ver.



Ingredientes:

100ml de leite
2 ovos
2 colheres sopa de aguardente
sumo de uma laranja
1/2 colher de chá de sal
80grs de manteiga
80grs de açúcar
450grs de farinha
25grs de fermento de padeiro
Óleo ou azeite para fritar
Açúcar e canela q.b.

Desfaça o fermento no leite morno e junte os restantes ingredientes. Amasse tudo bem até obter uma massa elastica que se despegue das mãos para quando a tender não romper.
Este ano coloquei todos os ingredientes na cuba da maquina de fazer pão e foi um descanso.
Deixe a massa levedar em local quente e tape com um cobertor até ficar o dobro do tamanho.
Retire pequenas porções e com as pontas dos dedos passadas poe azeite estique do meio para as pontas.
Leve a fritar em gordura quente de um lado e do outro. Escorra sobre papel absorvente e passe ainda quentes por açúcar e canela. 


quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Bolachas de alfarroba com nozes

Trago sempre algumas bolachas Água e Sal na mala, para ir comendo durante o dia. Ultimamente ando enjoada delas e pensai em comprar umas novas. Foi ao supermercado e reparei que todas elas eram muito doces. OK! Vou fazer as minhas bolachas e cá estão elas.



Ingredientes:

250grs de farinha de frígo
50grs de farinha de alfarroba
115grs de manteiga
1 ovo
3 colheres de limão cristalizado moído ( ou 2 colheres de sopa de açúcar e a raspa de um limão)
50grs de nozes moídas
1/2 colher de chá de sal
açúcar q.b.

Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina, no ciclo de 'Massa'. Quando acabar de amassar ( não precisa de levedar) fazer pequenas bolinhas, achata-las com os dedos, passar por açúcar, colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e ir ao forno a 180ºC durante 10 min.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Limão cristalizado

Com o Natal á porta, foi ao supermercado comprar os mantimentos para a quadra, pois coisa que detesto é ir ás comprar com um mar de pessoas. Quando chegai ás frutas cristalizadas pensai: "são caras e não são o que parecem, se eu aprendesse a fazer isto, é que era bom".
Foi pesquisar e encontrai a receita para laranja cristalizada, como tinha kg de limões devido a uma constipação e á solidariedade dos vizinhos, fiz com limão.
Resultado: um espectáculo.



Ingredientes:

Casca de limões (quanto mais grossa a casca melhor)
Açúcar q.b.

Descasque os limões normalmente. Corte a casca em tirinhas e coloque numa tigela. Cubra com água de forma que as cascas fiquem submersas. Aperte as cascas para sair o azedo e troque a água. Repita este processo duas vezes ao dia por 4 dias, conservando no frigorífico. No 4º dia, deixe escorrer as cascas. 


Para a cristalização, use como medida uma chávena: para cada 2 chávena de cascas, utilize 1 chávena de açúcar e coloque numa panela.


Não acrescente água, pois a própria casca vai libertar água. Deixe ferver, mexendo de vez em quando. Quando começar a secar, vá mexendo vigorosamente até ficarem bem sequinhas.


Retire do lume e coloque num prato para arrefecer. Depois é só conservar num frasco fechado.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Anguilas com ovos

Quando vou a Espanha, tenho o hábito de ir ás compras no supermercado. Compro sempre uma vasta gama de conservas que nós não temos e uma delas é as Anquilas ou Enguias bebés. Talvez encontrem por cá no El Corte Inglês. São muito boas.
Desta vez fiz com ovos.


Ingredientes:

1 lata de anguilas
2 dentes de alho
3 ovos
sal e pimenta q.b.
Salsa q.b.

Numa frigideira ao lume coloque o alho esmagado e a lata de anguilas escorridas de azeite. Bata os ovos e coloque nas anquilas, mexa tudo muito bem, tempere com sal e pimenta a gosto e quando tiver tudo frito, polvilhe com salsa e sirva.

sábado, 3 de dezembro de 2011

PASSATEMPO DE NATAL (Hobby of Christmas)

Decidi oferecer este Livro do Jaime Oliver (versão em inglês), para isso só tem de enviar a vossa receita favorita, ou a mais tradicional na vossa família, região ou país com o tema 'O Natal'.


A receita tem que ter as quantidades dos ingredientes e o modo de preparação e podem enviar uma foto,
caso tenham um blog basta enviar o link da mensagem.

até dia 26 de Dezembro de 2011





O critério de selecção é o seguinte:
As receitas vão ser avaliadas pelo tema e pelo seu sabor.

A receita vencedora será colocada neste blog  no dia 30 de Dezembro, ( o vencedor terá que enviar posteriormente os dados para o envio do livro).

..................................

I decided to offer this Book of James Oliver (English version), so it only has to send your favorite recipe, or more traditional in your family, region or country with the theme 'Christmas'.The recipe has to have the quantities of ingredients and method of preparation and can send a photo,
if they have a blog just send the link of the message.


To: agouveia22@gmail.com
days until December 26, 2011

The selection criterion is the following:
Revenues will be evaluated by subject and by its flavor.


The winning recipe will be posted on this blog on December 30, (the winner will then send that data to send the book). 

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Frango á Brás

Mais uma sugestão '... de Brás'


Ingredientes:
(para 2 pessoas)

300grs de frango cozinhado, sem molho
150grs de batata palha
3 ovos
1 cebola grande
2 dentes de alho
3 colheres de sopa de azeite
Raminho de salsa
Sal e pimenta q.b.

Picar o frango e reservar. Cortar as cebolas em rodelas e picar os alhos, colocar numa frigideira com azeite e espere até a cebola ficar transparente para envolver o frango e as batatas palha.
Bata os ovos e adicione juntamente com a salsa picada ao preparado da frigideira, quando os ovos tiverem cozinhados, sirva decorado com azeitonas.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Bolo de Fécula de Batata

Retirei a receita do blog Sete Pecados, mas acho o bolo muito seco. Devido ao seu recheio (creme de pasteleiro ) fica melhor o Bolo Colchão da Noiva que também é com farinha de Fécula de Batata.Verdade seja dita, eu gosto de bolos com recheios....humhum.

Ingredientes:
6 ovos (separar as claras das gemas)
200g de açúcar
100g fécula de batata
2 colheres chá fermento em pó Royal

Preparação:
Bate-se o açúcar com as gemas até termos uma mistura esbranquiçada. Junte o fermento à fécula e junte aos ovos batidos com o açúcar. Bata as claras em castelo e adicione ao preparado anterior. 
Leve ao forno a 180º, em forma untada e enfarinhada até estar cozido. Desenforme e sirva depois de arrefecer.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Doce de Tapioca

Mais uma vez comprei Tapioca, pois ficai fã desta farinha. Nesta embalagem vinha uma receita diferente da que eu tinha utilizado anteriormente e decidi exprimentar. O resultado foi maravilhoso, parecia arroz doce mas bem fresquinho.
Vale a pena experimentar.


Ingredientes:


4 colheres sopa de Tapioca Granulada
2 ovos
½ l leite
1 laranja
4 colheres de sopa de açúcar

Coloca-se a Tapioca a demolhar em água durante 30 minutos (eu deixei durante a noite). Aquece-se o leite até levantar fervura. Nessa altura junta-se a Tapioca, mexendo sempre até engrossar e cozer. Adicione o sumo da laranja. Batem-se os ovos com o açúcar até conseguir uma mistura esbranquiçada. Junte ao leite com a Tapioca e coza durante mais 3 minutos. Deixe arrefecer, polvilhe com canela e está pronto a servir.


sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Benefícios dos Coentros (Inglês = coriander)

Introdução

O coentro – Coriandrum sativum – é uma planta da família das umbelíferas, é anual e muito aromática, de folhas superiores finalmente recortadas e flores pequenas de cor branca ou rosa. As sementes muito redondas de cor bege são muito apreciadas na culinária.

História

Embora de origem incerta, sabe-se que os antigos egípcios já a utilizavam para embalsamar os corpos. É provavelmente originária da bacia do Mediterrâneo onde os gregos e os romanos a utilizavam em pratos e bebidas. Na Idade Média era cultivada nos jardins dos mosteiros. É também conhecida por salsa árabe ou chinesa e é hoje cultivada um pouco por todo o mundo. Em inglês é conhecida por coriander e em espanhol por cilantro. Muito utilizado na cozinha indiana e árabe, tanto as sementes como as folhas. Entre nós é mais comum utilizarem-se as folhas na confecção de vários pratos e as sementes no fabrico de confetis e outros doces.

Propriedades

É digestivo, anti-séptico e calmante. Na Índia é considerado afrodisíaco, serve para aumentar as glândulas mamárias.
O coentro tem quatro vezes mais caroteno do que a salsa e três vezes mais cálcio do que esta. Tem ainda proteínas, sais minerais, vitamina B e niacina. As folhas são muito ricas em ferro e vitamina C.
Tanto os coentros como a salsa ajudam a neutralizar o hálito do alho.
A tisana das folhas combate ainda a fadiga e alguns tipos de enxaquecas. As suas sementes são um excelente digestivo quando mastigadas depois da refeição.
Alivia dores de estômago em caso de digestões difíceis, vómitos e flatulência, estimulando o apetite e ajudando a secreção gástricos e intestinais.
Na medicina chinesa inalam-se os vapores dos ramos dos coentros e massaja-se o corpo com chá para acalmar a comichão e eliminar as borbulhas do sarampo.
Na antiguidade, os coentros eram mais utilizados pelas suas propriedades medicinais, mas hoje em dia é mais comum serem usados na culinária. 

Culinária

As sementes dos coentros devem ser adicionadas no princípio da cozedura.
A incorporação de coentros nos pratos com leguminosas favorece reabsorção dos gases intestinais.
Pode ainda ser utilizado para aromatizar a cerveja.
As sementes servem para aromatizar o gin e fabricar licores digestivos. Servem ainda para aromatizar vinagre e vários tipos de conservas como puré de tomate, pêras ou maçãs, salsichas ou patés.
Na Índia é um ingrediente essencial do caril em pó.
Tantos as folhas como as sementes salientam o sabor da choucroute, beterraba, cornichons, cogumelos, alcachofras e salada várias, especialmente de batata.
Um ou dois grãos de coentros esmagados numa chávena de café concedem-lhe um excelente sabor.


Jardim

Embora cultivada como erva aromática, convém separá-las das plantas de jardim, pois o forte aroma da folha e sementes frescas pode ser prejudicial a algumas plantas. Mas sabe-se que afasta os afídeos aos quais é imune.
Quando associada com o funcho, impede a formação das suas sementes, enquanto que ajuda a germinar as do anis.
As suas lindas e delicadas flores fazem lindos canteiros e atraem abelhas.
O aroma das suas sementes vai-se tornando mais intenso e agradável à medida que estas vão amadurecendo.

Fonte: Portal do Jardim

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Jardineira de Borrego

Costumo fazer muitas vezes este prato, porque é fácil, tem muito sabor e é saudável.
Fica uma maravilha. Experimentem.

Ingredientes:
(para 2 pessoas)

500grs de borrego partido em bocadinhos
1 cebola picada
3 dentes de alho picados
200 ml de vinho branco com qualidade
2 folhas de louro
2 batatas partidas aos bocados
2 cenouras partidas aos bocados
150 grs de feijão verde partido aos bocados
Azeite, sal e piripiri q.b.

Num tacho refogar a cebola, o alho, o azeite e o louro. Junte o borrego e deixe refogar um pouco. Depois adicione o vinho, o sal e o piripiri e deixe cozer com o tacho tapado.
Quando o borrego estiver quase cozido junte as batatas, as cenouras e o feijão verde ( os legumes devem ser partidos em bocados do mesmo tamanho para que o tempo de cozedura seja o mesmo), acrescente água para cobrir os legumes, rectifique os temperos e deixe cozer. Depois é só servir.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Bola de Carnes

'O prometido é devido' como na musica...cá está a bola de carne e....



....já agora o Rui Veloso.

video

Ingredientes:

1 Chávena de leite morno
1 Chávena de azeite
3 Chávenas de farinha
4 ovos
1/2 colher de chá de sal
25grs fermento de padeiro
Carnes da vossa preferência ( paio, fiambre, frango, Bacon...)

Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão, no programa amassar, no final dividir a massa em duas partes ( se a massa ficar peganheta, untar as mãos com uma pouco de azeite).



Num tabuleiro colocar uma parte de massa tendida e vá sobrepondo as carnes ao seu gosto e tape com a outra metade de massa.




Levar ao forno a 180ºC durante 40min ou até estar dourada e cozida.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Broas com frutos secos e castanhas - Dia de São Martinho

O Dia de São Martinho é celebrado anualmente a 11 de Novembro.

Este dia é uma das celebrações que marcam o Outono.

A lenda de São Martinho conta que certo dia, um dia um soldado romano chamado Martinho, estava a caminho da sua terra natal. O tempo estava muito frio e Martinho encontrou um mendigo cheio de frio que lhe pediu esmola. Martinho rasgou a sua capa em duas e deu uma ao mendigo. De repente o frio parou e o tempo aqueceu. Este acontecimento acredita-se que tenha sido a recompensa por Martinho ter sido bom para com o mendigo.

A tradição do Dia de São Martinho é assar as castanhas e beber o vinho novo, produzido com a colheita do Verão anterior.

Por norma, na véspera e no Dia de São Martinho o tempo melhora e o sol aparece. Este acontecimento é conhecido como o Verão de São Martinho.

Provérbios de São Martinho
  • Por S. Martinho semeia fava e o linho.
  • Se o Inverno não erra o caminho, tê-lo-ei pelo S. Martinho.
  • Se queres pasmar o teu vizinho, lavra, sacha e esterca pelo S. Martinho.
  • No dia de S. Martinho, vai à adega e prova o vinho.
  • No dia de S. Martinho, castanhas, pão e vinho.
  • No dia de S. Martinho com duas castanhas se faz um magustinho.
  • Dia de S. Martinho, fura o teu pipinho.
  • Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.
  • Pelo S. Martinho, todo o mosto é bom vinho.
Fonte: CalendarR

Cá em casa cozeram-se castanhas, fizeram-se broas e bebeu-se chá de Bola da Fortuna.



Para fazer as Broas:

Xarope:
2 Pau de Canela
Casca de 1 Limão
2 flores de anis
450 ml de água


Massa para levedar:
1kg. de Farinha
500grs de castanhas cozidas e descascadas
3 colheres de sopa de Erva Doce
3 colheres de sopa de Canela
1 colher de sopa de Sal
50 gr. Fermento de Padeiro
Raspa de 1 laranja e 1 limão
3 Ovos
100gr. de manteiga

Só depois de levedar se junta:
350gr. de Açúcar
Frutos Secos (a gosto)
50ml de vinho do Porto
3 colheres de mel de cana de açúcar
1 ovo para pincelar

Preparar o xarope, fervendo todos os ingredientes e deixe arrefecer. Colocar os frutos secos a macerar com o vinho do Porto, o açúcar e o mel.

Preparar a massa, nesta tarefa eu utilizei a máquina de fazer pão para amassar. Junte na cuba da máquina a farinha, a canela, a erva-doce, o sal, o fermento, as raspas da laranja e do limão, os ovos, a manteiga e as castanhas cozidas. Ligue a máquina no programa da massa e junte aos poucos o xarope, até ficar uma bola, descolada do fundo da cuba. Deixe 30min a amassar. Retire para um recipiente para levedar tapado e em local quente e durante pelo menos uma hora ou até dobrar o volume.


Só depois de levedar junte, os frutos secos macerados. Com a ajuda da farinha faça bolinhas e pincele com ovo batido. Leve ao forno 15min a 180ºc ou até estarem cozidas. Desta vez fiz broas pequenas.


Castanhas cozidas com erva-doce

Cozer as castanhas é a coisa mais fácil deste mundo, senão vejamos:



Lavar as castanhas, retirar com uma boa faca um bocado da casca. Colocar as castanhas numa panela ao lume com água com uma pitada de sal e erva-doce a gosto, quando estiverem macias escora a água e retire a casca, e coma ainda quentes.

Chá da Bola da Fortuna ou Flor do Amaranto


A Flor de Amaranto é originária da China, é também conhecida como Bola da Fortuna, podem encontrar cá em Portugal á venda no Hipermercado Continente.
O Amaranto pode crescer até dois pés com variedades mais novas, menores que são anões espessos. As flores são aproximadamente uma polegada no diâmetro e podem ser vermelhas, roxas, magentas e alaranjadas. Tem a boa função em manter a saúde. É usado para fazer o chá, colocando a flor seca na chávena e depois colocar a água bem quente sobre ela, deixe a flor abrir e beba o chá, que tem um sabor especial, distinto, floral e muito agradável.




quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Tarte de Natas

A minha afilhada faz hoje 6 anos, e para ajudar á festa decidi levar esta magnifica tarte e uma bola de carne (que irei colocar depois do S.Martinho). Esta receita foi retirada do site da Vaqueiro, mas fiz algumas alterações.


Para a massa
:
250 g de farinha
3 colheres de sopa de açúcar
125 g de margarina
1 ovo pequeno

Para o recheio:
4 ovos
6 colheres de sopa de açúcar (bem cheias)
2 colheres de sopa rasas de maisena
2 cascas de limão
2 dl de leite
2 dl de natas

Preparação da base:

Misture a farinha com o açúcar, adicione-lhe a margarina cortada em pedaços e trabalhe com as pontas dos dedos até obter uma areia grossa.
Junte o ovo e misture os ingredientes até conseguir moldar a massa em bola.
Estenda a massa e forre uma forma de tarte com cerca de 22 cm de diâmetro.
Pique o fundo com um garfo e deixe repousar no frigorífico.
Ligue o forno e regule-o para os 200 °C.
Leve a massa ao forno e deixe cozer cerca de 15 a 20 minutos.


Prepare o creme:

Bata os ovos com o açúcar.
Dissolva a maisena no leite frio e junte à gemada.
Leve ao lume e deixe engrossar, mexendo.
Adicione as natas e misture bem.
Retire do calor e deixe arrefecer.
Deite o creme preparado na caixa de massa e leve ao forno cerca de 25 minutos.
Quando o creme começar a alourar, polvilhe a superfície com açúcar e ligue também a grelha superior do forno.
Deixe caramelizar.



quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Broas de Todos dos Santos

Caros amigos,

A tradição ainda é o que era? Cá em casa é.
Na véspera do dia 1 de Novembro ou Dia de Todos os Santos, as senhoras vão para a cozinha fazer Broas para oferecer a quem pede o Pão por Deus, juntamente com chocolates, rebuçados, nozes...As crianças da aldeia (zona saloia) trazem os sacos de pano logo pela manhã para a missa, e assim começa o peditório...
Ó tia, dá Pão-por-Deus?
Se o não tem Dê-lho Deus!.

Ou então:
Bolinhos e bolinhós
Para mim e para vós
Para dar aos finados
Qu'estão mortos, enterrados
À porta daquela cruz
ou
Pão, pão por Deus à mangarola,
encham-me o saco,
e vou-me embora.

Tenho um saco à gringola,
se mo encherem vou-me embora
Fonte: Wikipédia

A receita é retirada do blog da Luísa Alexandra, pois este ano estava ‘sozinha na cozinha’, a minha tia-madrinha é que era a especialista nas broas, e como partiu em Abril da terra dos vivos e não deixou nada escrito, foi buscar uma receita semelhante.
Fiz algumas alterações e para a próxima vou fazer mais até chegar ao sabor que tenho na memória. Estas ficaram muito boas, mas com pouco doce.

Ingredientes:
Xarope:
2 Pau de Canela
1 colher de café de essência de Baunilha
Casca de 1 Limão
2 flores de anis
750 ml de água


Massa para levedar:
1kg. de Farinha
3 colheres de sopa de Erva Doce
3 colheres de sopa de Canela
1 colher de sopa de Sal
50 gr. Fermento de Padeiro
Raspa de 1 laranja e 1 limão
3 Ovos
100gr. de manteiga

Só depois de levedar se junta:
350gr. de Açúcar
Frutos Secos (a gosto)
1 ovo para pincelar

Preparar o xarope, fervendo todos os ingredientes e deixe arrefecer.


Preparar a massa, nesta tarefa eu utilizei a máquina de fazer pão para amassar. Junte na cuba da máquina a farinha, a canela, a erva-doce, o sal, o fermento, as raspas da laranja e do limão, os ovos e a manteiga. Ligue a máquina no programa da massa e junte aos poucos o xarope, até ficar uma bola, descolada do fundo da cuba. Deixe 30min a amassar. Retire para um recipiente para levedar tapado e em local quente e durante pelo menos uma hora ou até dobrar o volume.



Só depois de levedar junte, o açúcar e os frutos secos. Com a ajuda da farinha faça bolinhas e pincele com ovo batido. Leve ao forno 15min a 180ºc ou até estarem cozidas.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Tarte de Coco com Abacaxi

Esta receita foi tirada do site da TV Globo do programa Mais Você da Ana Maria Braga. Vale a pena exprimentar, fica com a massa crocante e o recheio mole. Não é muito doce e para quem gosta de abacaxi, não á melhor.



Ingredientes:
Abacaxi dourado
  • 4 chavenas de chá de abacaxi picado (pode ser de lata ou natural, o natural fica melhor)
  • 6 colheres de sopa de farinha Maisena
Cobertura de coco
  • 2 ovos
  • 150 g de coco ralado
  • 150 g de açúcar de
  • 50 g de manteiga derretida
Massa
  • 60 g de açúcar
  • 100 g de manteiga em temperatura ambiente
  • 1 ovo
  • 200 g de farinha de trigo
  • 1 ovo batido para pincelar
Preparação:
Abacaxi dourado
1 - Numa frigideira, em fogo alto, coloque o  abacaxi picado e vá mexendo até secar (+/- 5 minutos) ou até ficar com uma coloração dourada. Transfira para um passador para arrefecer e escorrer o excesso de água. Coloque o abacaxi escorrido e frio em uma tigela, junte a farinha Masena, mexa e reserve.

Cobertura de coco
2 - Coloque numa tigela 2 ovos, o coco ralado, o açúcar e a manteiga derretida, misture bem e reserve.

Massa
3 - Numa tigela coloque 60 g de açúcar, 100 g de manteiga em temperatura ambiente, 1 ovo, 200 g de farinha de trigo e com as mãos misture bem até formar uma massa homogênea.

Montagem
4 - Com a massa forre o fundo e as laterais de uma fôrma redonda de fundo falso (23 cm de diâmetro). Pincele 1 ovo batido por toda a massa (fundo e laterais), distribua a mistura de abacaxi e por cima coloque a cobertura de côco. Leve ao forno médio pré-aquecido a 180 graus por +/- 30 minutos ou até que a borda da massa esteja dourada e descolar das laterais. Retire do forno, deixe esfriar e desenforme.