quarta-feira, 22 de junho de 2011

Beneficios dos frutos vermelhos

video

O licopeno é um fitoquímico com elevado poder anti-oxidante e está mais presente nos alimentos avermelhados (aos quais confere esta tonalidade) - como o tomate, a melancia, a beterraba, a papaia, a goiaba e o damasco. De uma forma geral, quanto mais intensa for a cor, maior a sua presença.



Esta substância, ao combater com bastante eficácia os radicais livres produzidos naturalmente pelo nosso organismo (note-se que o nível de produção destes radicais aumenta com a exposição a situações stressantes, prática de exercício demasiado intensa, fumo de tabaco e outras formas de poluição), tornou-se um aliado no combate ao envelhecimento precoce e parece exercer um importante papel preventivo em algumas doenças crónicas, como a doença cardiovascular e o cancro de próstata. Adicionalmente, alguns estudos sugerem que o licopeno pode reduzir o risco de outros tipos de cancro (p.ex. o cancro de pulmão, estômago e cólon), embora os dados não sejam ainda conclusivos.


Uma das melhores e mais acessíveis fontes de licopeno é o tomate. Deve no entanto salientar-se que a forma como este fruto é ingerido e o tipo de alimentos com que se faz acompanhar, influenciam bastante a capacidade de absorvermos o fitoquímico em questão. De uma forma geral, a ingestão do tomate sob a forma de sumo natural, molho ou pasta, ou cozido juntamente com uma quantidade moderada de gordura (especialmente monoinsaturada, como é o caso do azeite), apresentam-se como as melhores soluções.


Sem comentários:

Enviar um comentário